quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Se o seu poblema era ter idéias para surpreender o seu parceiro, isso a partir de agora acabou...

.
Visita no meio da tarde
.
Me chamo Fernanda, tenho 27 anos, e sou casada com o Júnior a 2 anos e meio. Ele é engenheiro, trabalha muito, e no momento mais ainda, pois está cuidando de 2 obras. Eu tenho meu escritório de publicidade no centro da cidade, e embora tenha muitas obrigações, sempre tenho um tempinho para minhas aventuras. Era sexta feira, 15:00 quando recebi um e-mail de uma amiga muito querida e brincalhona. Quando abri era um pequeno vídeo erótico, com uma mulher fazendo um boquete delicioso em seu macho. Adorei! Logo minha buceta deu sinais de excitação, começando a pulsar de tesão. Foi então quando resolvi fazer uma visita a Júnior em sua empresa. Neste dia eu vestia uma saia justa preta, uma blusa branca colada de botões e uma sandália alta. Tenho 1,71 de altura, seios fartos e quadris um pouco largos, e embora seja magrinha sempre chamo atenção quando visto saia. Olhei no espelho, e a imagem que vi me fazia sentir poderosa. (kkkkkk...) Assim que apareci na porta, sua secretária D. Carmem me cumprimentou com um alegre “boa tarde”, e disse que o Dr. Júnior estava em uma pequena reunião com seus gerentes de obra. Informei a ela que tinha um assunto importante a tratar com ele, e que por favor, ela não transferisse nenhuma ligação enquanto eu estivesse lá dentro. Fiquei na sala de espera, só imaginando a cara de espanto que meu amor faria ao me ver ali, no meio da tarde, louca de tesão por ele. 10 min depois, pessoas saiam de sua sala, e quando entrei ele falou:” Que surpresa querida, voce aqui essa hora! Aconteceu algo?” Eu trancando a porta respondi: “ Só saudade...”. Joguei minha bolsa no sofá e fui em sua direção. Dei-lhe um beijo ardente, colei meu quadril no dele e passei minhas unhas de leve em suas costas, ao mesmo tempo que fazia um sutil movimento em minha cintura. Ele perguntou o que eu tinha, e disse que tinha muito trabalho a fazer e um projeto importante a terminar. Eu fingi que não ouvia...e logo passei minha mão em seu pau, que por sinal já dava sinal de vida. Júnior sempre foi louco por sexo, até mais que eu, porém devido ao seu trabalho, ultimamente tínhamos reduzido muito a quantidade de transas. E isso me deixava louca de tesão, pois sou tarada no cacete do meu marido, e não consigo ficar muitos dias sem senti-lo entre minhas pernas. Continuei lhe abraçando e passeando minhas mãos suavemente por seu corpo. Ele disse baixinho que eu estava deixando-o doido..... foi quando ele me pegou pela cintura e me sentou em sua mesa. Abriu os botões de minha blusa e acariciou meus seios duros. Ele os abocanhou e ficou mamando, lambendo, mordiscando longamente cada um dos seios, chupando e mordendo os mamilos, passando a língua, e eu não conseguia conter os gemidos. Abriu minhas pernas, e começou a passear suas mãos por minhas coxas e foi subindo..... Eu estava super excitada, minha buceta estava totalmente molhadinha.... Foi quando ele notou que eu estava sem calcinha. Ele olhou pra mim e disse que eu sempre conseguia o surpreender e que desse jeito eu iria matá-lo de tesão. Imediatamente ele me puxou da mesa, me colocou de costas, me inclinando sobre sua mesa. Levantou minha saia o ficou acariciando minha bunda. Abriu mais ainda minhas pernas e ficou passando os dedos entre minha vagina e anus. Abriu o zíper e colocou seu pau totalmente duro e enorme pra fora da calça, e ficou batendo com ele em minha bunda, perguntando se eu queria aquela rola dentro de mim. Começou a roçar seu pênis em minha buceta e ânus. Eu gemia toda vez que o pênis dele pincelava todo rasgo da vagina, do clitóris até o ânus. Eu disse, “você quer me matar de tesão, seu malvado, por favor me come, me fode, me fode toda”. Ele perguntava:"quer mesmo que coloque meu pau na sua buceta?" eu gritava que sim, sim, me come toda, fode minha buceta. Então ele com as mãos encaixou a cabeça de seu pau na entrada de minha vagina que já estava totalmente deslizante de tão molhada. Enfiou todo seu cacete. Ele dizia,“puta merda, que buceta, que buceta deliciosa, meladinha pra mim”. Senti seu pau entrando e saindo em um movimento leve e depois mais acelerado. Depois virei de frente, tirei minha saia e deitada em sua mesa apoiei minhas pernas em seu ombro e ele novamente encaixou seu pau em mim. Que delícia!! Dessa vez com mais força, pois ele estava cheio de tesão. Eu só ouvia o barulho de suas bolas batendo em mim de tão forte que ele metia! Eu dizia: “ Aaai, que gostoso, mete mais, mais, fode gostoso essa sua puta” Enquanto me dava estocadas deliciosas, com uma das mão ele acariciava meus seios, apertando-os e beliscando meu mamilos durinhos. Ele não agüentava mais e disse que ia gozar. Foi quando comecei a chamá-lo de meu macho gostoso, pedindo para fuder ainda mais forte sua puta. Ele adora ouvir putarias na hora de transar. Foi quando ele tirou o pau da minha buceta e gozou em cima dela. E vendo aquela cena eu também gozei me masturbando com os dois dedos em minha buceta. Ele gozou toda minha buceta com sua porra guardada a dias.....Foi delicioso....!!! Enquanto ele se jogou no sofá tentando relaxar, eu fui ao banheiro me lavei e me vesti. Quando saí e fui pegar minha bolsa ele disse: “ Adorei sua visita”. Então eu disse que o aguardava em casa, a noite, e que por favor ele não demorasse nem levasse trabalho para casa. Ele sorriu me beijou suave suave nos lábios e disse que a noite eu não perdia por esperar....
...

Nenhum comentário: